Empreendedor faz a análise dos dados do plano de contas contábil.

Plano de contas contábil: o que você precisa saber sobre essa ferramenta

Para garantir uma boa gestão financeira dos recursos da sua empresa é imprescindível manter um plano de contas contábil. Dessa forma, você será capaz de identificar todas as movimentações financeiras que ocorrem no seu negócio e poderá classificá-los para uma melhor organização.

Se você quer entender sobre a importância de utilizar essa ferramenta na sua empresa, e ainda explicar como aplicar na prática, basta acompanhar o artigo de hoje! 

Para saber mais: Regime de competência: o que você precisa saber sobre o assunto

Afinal, o que é o plano de contas contábil?

Ao fazer o uso dessa ferramenta você será capaz de realizar um controle das movimentações financeiras que ocorrem no seu negócio e, com isso, ainda conseguir classificar de maneira eficaz quais valores correspondem à entradas e quais são referentes à saídas. 

Dessa forma, você poderá organizar seus relatórios contábeis de maneira padrão, o que irá facilitar a estruturação de relatórios e ainda ampliar o nível de detalhamento para seus gestores.

Essa ferramenta se divide em quatro grupos principais que ajudam a detalhar as contas da sua empresa e podem ser úteis na hora de avaliar os resultados. São eles: 

  • Ativos: recursos e bens da empresa, como valores em caixa e bens móveis;
  • Passivos: contas e impostos;
  • Receitas: movimentação da empresa, valores gerados com venda ou como rendimento de investimentos; 
  • Despesas e custos: gastos operacionais; manutenção, doações, patrocínios.

Quando organizada de maneira correta e englobando todas as movimentações é possível analisar as informações mais detalhadamente e tomar decisões mais assertivas quanto às finanças do seu negócio. 

E, ao levar em consideração os grupos principais listados acima, é possível entender o formato padrão desse plano de contas e a melhor maneira de organizá-lo. A maneira mais comum de organização é o modelo hierárquico, em que as informações são separadas em níveis e subníveis, como o exemplo abaixo:

1. Primeiro nível
1.1 Segundo nível
1.1.1 Terceiro nível
1.1.1.1 Quarto nível.

Com essa organização em mente, é possível separar as categorias conforme as necessidades do seu negócio. Dessa forma, você consegue especificar todas as categorias principais e as subcategorias que as abrangem, para detalhar da maneira mais completa possível as movimentações de sua empresa. 

Para saber mais: O que é margem de contribuição e porque ela é importante para o seu negócio

Saiba o que é o Plano de Contas Referencial da Receita

Em busca de padronizar as contas e as classificações, a Receita Federal criou o Plano de Contas Referencial da Receita (PCRR), que busca cumprir o que está previsto na Escritura Contábil Fiscal (EFC). 

Esse padrão é obrigatório apenas para empresas que se encaixem no Lucro Presumido, então os negócios que sejam optantes pelo Simples Nacional não precisam seguir esse molde no plano de contas contábil.

Se você precisa de ajuda para realizar esse controle pode contar com o Tiva! O aplicativo de gestão financeira foi desenvolvido para tornar a vida de empreendedores, MEIs e autônomos ainda mais simples. 

Com ele é possível gerar links de pagamento, fazer o controle do caixa, organizar as finanças do seu negócio e ainda controlar as inadimplências. 

Baixe gratuitamente e conheça! Disponível para Android e iOS

Simplifique e receba, use Tiva

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crie o seu cadastro!

Automatize suas cobranças, otimize seu tempo e pare de passar constrangimento na hora da cobrança.

Cadastro

"*" indica campos obrigatórios

Concordo*